Terça-feira, 10 de Junho de 2008

Revolução Industrial II

 

Documento de apoio às aulas do 8º ano de escolaridade.


Margarida às 22:16

link do post | comentar

Sábado, 3 de Maio de 2008

Revolução Industrial I

 

Mas as condições adequadas estavam visivelmente presentes na Grã-Bretanha, onde mais de um século passara desde que pela primeira vez um rei fora julgado e executado pelo seu povo e desde que o lucro privado e o desenvolvimento económico eram aceites como os objectivos supremos da política governamental.

Para fins práticos, fora já encarada a solução revolucionária britânica para o problema agrário. Um número relativamente pequeno de proprietários de terras imbuídos de espírito comercial já quase que monopolizava a terra, que era cultivada por rendeiros, os quais, por seu turno, empregavam trabalhadores sem terra ou pequenos agricultores.

Existiam ainda muitas relíquias da antiga economia colectiva de aldeia, que seriam absorvidas pelas Leis dos Cercados (1760-1830) e por transacções privadas, mas a verdade é que não podemos falar de um «campesinato britânico» no mesmo sentido em que falamos de campesinato francês, alemão ou russo.

A agricultura destinava-se já predominantemente ao mercado; as manufacturas há muito que estavam espalhadas por um campo que deixava de ser feudal. (...) O primeiro factor, e talvez mais crucial, que tinha de ser mobilizado e desenvolvido, era a mão-de-obra, portanto uma economia industrial implica um acentuado declínio proporcional da população agrícola (isto é, rural) e um acentuado aumento da população não agrícola (isto é, cada vez mais urbana) e, quase certamente, como acontece no nosso período, um rápido aumento geral da população. Insto implica, portanto, para começar, um aumento notário no abastecimento de alimentos, sobretudo a partir da agricultura interna - ou seja, uma «REVOLUÇÃO AGRÍCOLA»

E.J. Hobsbawm, A Era das Revoluções, Editorial Presença, 1992

 

Após a leitura do texto, responde as seguintes questões: 1 - Identifica o país onde se processou a revolução agrícola.

 

2 - Apresenta as condições que lhe permitiram iniciar essa revolução.

3 - Explica a relação que o texto estabelece entre a revolução agrícola e a revolução industrial.

Prof. Margarida Moreira

 

 

 

 

Margarida às 19:51

link do post | comentar

Momentos da História Universal ou um pouco mais próxima... Pretende estimular a autonomia dos alunos e o gosto pelo conhecimento do passado. Projecto BlogN - EB 2/3 de Nevogilde

Actividades/História

posts recentes

Revolução Industrial II

Revolução Industrial I

Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
25
26
27
28
29

30
31


arquivos

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Maio 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Contador: 03/01/08

tags

11º ano(3)

25 de abril(3)

7º ano(4)

8º ano(4)

9º ano(12)

alunos(1)

anos 20(3)

anos 70(2)

capitalismo financeiro(1)

carnaval(1)

civilização grega(1)

comboio(1)

cristianismo(1)

democracia(1)

estado novo(1)

feudalismo(1)

guerra fria(2)

hinos(2)

homenagem(1)

jhsaraiva(1)

lisboa(1)

lodares(1)

lousada(1)

música(1)

o gótico(1)

queda do império(1)

renascimento(2)

revolução francesa(1)

revolução industrial(2)

revolução liberal 1820(5)

romantismo(1)

século xix(4)

segunda guerra(1)

sociedade e cultura(2)

todas as tags

mais sobre mim